sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Só para registro

1992
(só para registro)



Povo autodidata cor-de-café
Que trabalha e sai em passeata
Não há corrupto que resista
Ao manifesto da fé
No Anhangabaú latino
No termômetro da Sé.



Viva nós! Viva tudo!
Erra quem pensa
Que o povo é mudo.
Erra e é um cretino,
O povo é o que é.
Não há político que resista
Ao manifesto da fé
No Anhangabaú latino
No termômetro da Sé.



(1992)
Postar um comentário