Homenagem à Mercedes Sosa




(in memorian)

graças à vida
se teu canto quente
brota na terra fria
um canto ardente

que Ele noutro canto
fez seus arranjos
levando-te pra cantar
no coral dos anjos

lá não cantarás
nem alegria nem trauma
cantarás somente
o canto d'alma

graças à vida
por ti choro querida
ouço a tua voz
cantando o amor, a lida
do mundo, tua partida

fica na lembrança
a esperança
que teu canto deixou
pra quem também
morre um pouco
com o canto
que Deus levou

graças à vida
vida
que te quero tanto
não verás mais o pranto
do símplice sentir santo
tão humano
que se fez com o choro
do cio da Terra
o cio da paz
teus acordes
cobrindo-os tal um manto

me faltam palavras pra cantar
o vazio que ora reflete o fim
mas mesmo assim
ainda
cantarei à vida sem cessar
até aflorar o último canto em mim

minhas lágrimas gotejam em palavras
vá! a-Deus, Mercedes



(2/10/2009)



***

Companheiros de Estrada & Amigos