do experimento.









O aprendiz supera o
octogenário mestre
numa síntese vital:

"Quando na velhice eu ver hoje,
Não terei tempo de reescrever o passado.

Meus dias futuros serão poucos...
Menores que as emendas
No livro de frases inescritas
E pensares inacabados.

É a minha verdade.

Daqui em diante,
Até o ponto final,
O que me consome
Não é meu tempo restante,
Mas meu vazio memorial."




********

Companheiros de Estrada & Amigos