sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

"entre aspas"





prefiro a franqueza e a ingenuidade das crianças do que 

as máscaras de quem já se entende por gente e apenas brinca de ser adulto.

a diferença é que com as crianças meus sorrisos não são irônicos nem debochados.




*****