POEMA IDÍLICO - 1








A DAMA PRIMAVERIL


Vou me honestar à donzela
Tornar-me casto
A doce Cinderela
Alienar-me da querela
Querê-la
Ao olho dormente
Da frívola gente padecente
Órfã da virgem Primavera
Raiando
Aquando da aquarela
Se pintura e contorno
A dor adorno revela
Vindo-me em fluidez
A saudade dela
Tal arte mais bela
Que a natureza fez



*****
Postar um comentário

Companheiros de Estrada & Amigos