da bestialidade.



o mal que não cabe em mim
talvez caiba nos atos de quem
deixa-se levar pelo instinto
ignorando que o bem
é apenas uma atitude passageira
ou seja
aquela visita  racional
inesperada
tão rápida
posto que
a bestialidade humana
vem dum 'deus inverso'
capaz de dominar
e transformar
um pingo de bondade
em torrencial chuva maléfica


***

Companheiros de Estrada & Amigos