terça-feira, 18 de março de 2014

tudo até os confins.


por todo ânimo 
por toda força motriz
sinta
...

viste
uma caverna profunda
inatingível
...
olhai como santuário

porque ali reside
e nela se cala
o silêncio de Deus

escute...


***