ensimesmado






Rehgge.
ando meio ensimesmado...cansei do oco, da teoria pragmática e cômoda de todos que se acham capazes de me despertar qualquer tipo de reação ou sentimento; meus romances fugazes valem mais que toda língua empedrada, de aço, porque os mesmos são reais e não sonhos enclausurados pela inércia medrosa de gente incapaz de demonstrar, em atitudes, o que sente de bom ou ruim por mim. quando fico nesta expectativa sofro demais e me calo...e escrevo todo amor e toda ira que meu imo me dita. já não me apraz ficar encenando o que não sou. já não me apraz lutar contra a corrente da mesmice de caminhos prontos. quero, sim, fazer a diferença pra mim mesmo e, se pretendo um duo, tenho que ter alguém muito além das vãs filosofias de consumo vital. alguém que aceite minha loucura anárquica sobre a bestial vida de frases, ditos e costumes convencionais. alguém criativo que se inspire na simplicidade da tolerância e que de manhã, despenteada e de rosto vincado, me diga: "vá com Deus, porque Ele quer que você regresse o mais rápido possível aos meus braços."


********* 
Postar um comentário

Companheiros de Estrada & Amigos