sexta-feira, 25 de abril de 2014

POR QUE CHORAS




Por que choras pelos pecados mundanos,
pela febre dos insanos,
pela fome nas Áfricas e Brasis?

Por que choras pelos desgovernos,
pelos miseráveis rondando o
hipermercado luxuoso?

Por que choras pelas vítimas dos desastres naturais
cantando louvores a um santo ajudador?

Por que choras o desfecho de Romeu e Julieta?

Por que choras, se teus pais enfermos
despedem-se diariamente?

O que tiver que ser, será.
Não lestes O Conde de Monte Cristo,
os desígnios do destino... o que são?

Por que choras pelos impostores sociais?...
pelas idas e vindas de amigos semeados,
mas que nunca brotaram -, perderam-se
em estradas sem respostas...(?)

Por que choras, se ainda vês o futuro com otimismo,
ciente que tuas pernas já não atendem o teu raciocínio?

Por que choras à desnatureza,
pelas ondas negras de petróleo atingindo a
praia virginal?

Por que choras à companheira que, como tu,
não soube amar, mas viveram como frutos inconhos?

Por que choras!?
Um dia cansarás de chorar!

Veja o filme sem roteiro do viver
da mãe e seus afazeres que é pai,
do pai e seus afazeres que é mãe,
que é mãe e pai,
que é  pai e mãe
de suas faixas etárias?

Quererás ir até a mina aos pés da montanha
e beber a água cristalina?...
olhar 360 graus,
focalizar a imortalidade e...

chorar de rir na ilusão vital,
sem início, sem fim
entre dois extremos... no meio do nada?

O que vês?
Apenas um pensar materializado para ilibar-se?
Por que choras?

Por que choras, amigo Jesus de nome santo?
Lembre-se que Jesus é a lágrima personificada.


***