quarta-feira, 25 de junho de 2014

o olhar








OLHAR
às vezes ao nada
às vezes subjetivo
é só um olhar,
mas há o olhar
que resume um livro


meu
reflexivo
mostrou-me
que é hora de te ver


OLHAR
interior
exterior
triste
alegre
normal
um simples piscar
pode ser o silêncio
pode ser o carnaval

mas o olhar que me comove
é o TEU
que de qualquer maneira
DIZ-ME TUDO
sem que eu possa decifrar
se tu crês também
que é hora de me ver

***