sábado, 26 de julho de 2014

um toque de sensibilidade







meio à rudeza arenosa
brota a sublime flor
de raro olor -- lilás

e a mão calejada
aberta em concha
num átimo
toca-a fugaz
(qual brisa 
sentida na pele)
tão clara a noite
um novo dia
refaz
...
a embriã leveza
fonte do belo 
contumaz

alheio
aos cinzas
às cinzas
o olhar pueril
doutra forma
noutro instante
jamais verás




***