dissonante





o amor é o belo versar
enigma da rima pungente
se um chora pelo outro faltar
se outro ri indiferente


o amor é o belo poemar
que averso não se sente
é canto pra se ensinar
mesmo com a nota ausente

na dúvida de se entregar
no peito inerte imprudente
do peso sem se demonstrar

...o descompasso ardente
em notas o verso renitente
indigente sentido lhe tocar




***

Companheiros de Estrada & Amigos