CADA UM NA SUA




CADA UM NA SUA


Acho que sou um engenheiro de obras prontas.
Ponto. Mas...

Tem um amigo meu, o Duda Pileque, que resolveu
consertar o estrado de sua cama de casal. Chamou-me
para ajudá-lo. Fui. E...

Catapimba 1 - errou!
Catapimba 2 - acertou a cabeça do prego, mas entortou.
Catapimba 3 - acertei na primeira. " É jeito, habilidade",
eu disse a ele.

O Duda é engenheiro. Eu, um simples mortal.

Depois que preguei todas as ripas ele me demonstrou,
por a+b, a posição correta do martelo, a altura e ângulo
do cotovelo e até calculou a força do impacto.
'Teórico, o cara; muito teórico. Sabe tudo.'

Eu poderia dizer, numa frase bem batida, que 'a teoria na
prática é outra; 'que, pra bom entendedor, um pingo é
letra; 'que mais vale a prática do que a gramática', etc.

Contudo, disse isso:
'O engenheiro do mundo não teorizou, apenas fez', e também:
'Tem coisas que não precisam ser estudadas para serem
engenhadas'.

Tomei uma cerveja com ele e fui ler "Noções Elementares de
Engenharia", apesar de possuir QI baixíssimo.
Ei! durante o processo o Duda estava sóbrio. Mas a
inabilidade manual dele me espanta!

Nota:
QI - quonciente de inteligência e não de ignorância, ok.


***








Companheiros de Estrada & Amigos