sábado, 15 de janeiro de 2011

nas arapucas do amor



 "nas arapucas que eu caio
e me esbugaio"



na batalha do amor
cada um usa arma que tem
já armei trocentas arapucas
e não peguei ninguém

tô aqui orkuteando
twitteando e o escambau
tomara mude minha sorte
pois um homem de verdade
tem que ter antes da morte
uma nega pra fazer o seu mingau

sei lá
será  que é por eu ser pouco carismático
etc. e tal lunático
será que elas não veem que sou carente
que tenho uma lábia legal
que escovo o dente
(digo no singular porque só tenho um não postiço)
será que elas não se ufanam
as aparências enganam
e quem vê cara não vê coração...

tô aprumando maiuma

tá no papo!
arapuquei a vítima!


(clic-clic-clic...)

dotô! eu tenho cura?
esse negócio de amor é mesmo arte
mas será que quando temos um
o temos todo ou só em parte?

um livro que li dizia
que as mulheres adoram homens
que mentem e que não sejam grudentos, ahn!


será? será-será? hummmm!



***