sexta-feira, 16 de setembro de 2011

sem saída.




Já não quero nada desta vida.
Um lugar desabitado
minha mente invade...
Talvez meu sonho do nunca
que deixo de acreditar.



***