segunda-feira, 5 de maio de 2014

o homem que colava.








colava fotos num álbum imaginário
entre a cruz e o calvário

um flash
um vácuo repentino!

lembrou-se do menino
que colava figurinhas

uma foto
sorriu de si mesmo
em charges insólitas

olhou pra frente
tatuou um tudo diferente
na cabeça calva

relembrou
que colava fotos num álbum imaginário
de tudo que viveu

pegou suas malas
seguiu a deus-dará.


***