possessão.


num lugar distante e inacessível
mora meu inato dom

que me visita
em flertes inesperados

viajo
e
antes de lá pousar meus pés
já é hora de regressar

com o espírito sensual
despertando-me 
aos sentidos da carne
à possessão contrária
dos meus estados d'alma
anormais
num corpo a vagar
em espaços premunitivos
de fatos passadiços



***










Companheiros de Estrada & Amigos