vendavais.




o que mais turva o meu coração
senão os vendavais 
a dispersarem minhas palavras

o que mais turva o meu coração
senão as lágrimas apoucadas

 algumas ainda
caem
''''''''''
'''''''
'''''
'''
''
'
outras
secam
dentro do meu ser

mas uma
apenas uma
de alegria

é a sementinha
que tornar-se-á
árvore do saber

e
os prantos
envelhecidos 
me vêm como pisca de vagalumes

sobem às alturas

como estrelas brilhantes
num olhar
ao que clareia minha vida
"""""
""""
"""
""
"
                    e                       
sobe sobe sobe
meu eu voador

como pipa sem cordel
levada pelos vendavais
a lugares além da imaginação

___________________________ meu plano
 e fim.




***







Companheiros de Estrada & Amigos