quarta-feira, 12 de julho de 2017

pitaco sobre a saudade.



a saudade tem gosto de pudim de leite
com calda de caramelo

aquando de é salina nas salivas 
cheira a fumo de corda do cigarro de palha

range em meus dentes como
a cadeira de balanço de meu bisavô

é uma flor de pedra
que tento flutuar em cima dum barquinho
de papel na enxurrada da chuva

tenho um pedacinho do espelho dela
a saudade
nos escuros por que vago

nele inda me vejo

vasculhando em meu balaio
miniaturas como marcas que se foram
lembretes de quando minha letra era um garrancho
...

ciente que não perdi
o sonho em ser construtor de navios
inexperiente para a perfeição do saber viver
 no reflexo-passo-a-passo-de-meus-passos

coisinhas, sabe,  que me arrancam um sorriso


***1980










Postar um comentário