quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Duas críticas com o perdão da palavra!

"Não conheço outros, mas, pra mim, o Brasil é o país mais abençoado de todos.
Pena que tenha um povo que não sabe onde termina sua liberdade e começa a do
outro. Pena que esse povo mal-educado faz deste paraíso uma lixeira
de todo tipo de reciclável e não-reciclável. Joga o lixo no quintal do vizinho,
joga entulhos em terrenos baldios e acostamento de ruas, ferrovias e rodovias.
Enfim, emporcalha e polui áreas de manancial sem o mínimo peso de consciência,
etc. Eta povo multicultural e multirracial! Uma colcha de retalhos a formar um desenho
disforme em busca de uma identidade!"

***

"Penso que a terra não é de ninguém, mas sou contra a invasão de terras produtivas
já que, muitos, por conta do 'grito dos excluídos", quando conseguem um pedacinho
de chão, o vende e continuam na luta,  eta!... e eles, os marginalizados pelo capitalismo,
 vão abrindo clareiras, deixando para trás o lixo do consumismo que,
como disse acima, degrada o meio ambiente de forma irresponsável e mesquinha.
Viver sim! --  mas a que custo! É muito lixo produzido
e pouca mão para se limpar o caminho do futuro. Muita saúva e pouco trabalho!
Por que imaginar que  todos aqueles que elegemos sejam tão diferentes do
'jeitinho brasileiro' de se fazer ou lutar por algo? Estou falando unilateralmente,
e reconheço os que prezam, sensatos, a ordem e o progresso pelas vias da decência
como se fossem o contraveneno àqueles que pensam certo e fazem tudo errado.

Brasileiros, pensem!"

***