domingo, 16 de novembro de 2014

natureza em flor.




toda a flor pode ser magnífica
como a magia do parto

dum olho que vê

o desabrochar duma nova vida



toda flor pode ser

esquecida

sofrida

espezinhada

sobretudo

amada

sem razão nem por quê




pode

murchar pra renascer

com suas cores e formatos



e

se se imita a flor em plástico

não se imita seu perfume

como olor do corpo

único

enigmático



pois 

a flor e sua natureza

deve ser regada

apenas

onde uma brotar

pra contrastar

com a sensibilidade

de sua beleza ímpar



cultive a flor

como a ternura invisível

de quem sabe o que é o amor



cada uma que nasce

renasce

parece imitar

o ciclo vital

e se torna ornamento

com suas pétalas

a envelhecerem

como as peles definhantes

que nos roubam a juventude.




***