domingo, 25 de outubro de 2015

a vida é um palco de representações.




há dias em que as cortinas se fecham
noutros, somos apenas uma alma solitária na plateia

há dias também em que as cortinas se abrem
pode ser o  negro oco definhante
pode o refrigério de luz
ser da paz o ponto de partida



há cenários mutantes
pessoas conhecidas renovando-se
faces  tais fotocópias
pessoas novidadeiras
reais
desnaturais
faceiras
 etc.

enfim

na verdade, monologamos a vida toda com
nossas experiências

posto que,  só o artista que reside em nós
é capaz de fugir dessa realidade

quando as cortinas se fecham e se abrem
para o espetáculo da vida



***