simplista e trágica historinha de amor



papo bom
em casa
põe som
vaza

dito
resumido
dos fila-bóias

assim era
zé-tapera
nu de glórias

rejeitado
dava de ombros
agalopado

biombo
criava
amiúde
educado


seu caso
emocional
vivia do lado

nem piava
seu rival
era ligado

papo vem
papo vai
no matagal
foi achado

de amor
morreu o tal
de furor
enfartado

neguinha
fuinha 
 fera
dessa paixão
nunca houvera 
desconfiado

'platomaníaco'
no afrodisíaco
era viciado



***













Companheiros de Estrada & Amigos