neopunk de shopping center.



boiola toma coca-cola
desde o tempo da escola
já sem flora intestinal
acha que funk é música
até dá uma bola
paga pau
pro espelho social

dá uma de playboy
maluco se corrói
por querer ser marginal

nem tem uns trocos
diz que dá facada
tiro e o escambau
mete o loco
propaga pra moçada
no país da seca cultural

revolta vazia é o prato
submundo dos loucos
brasuca ingrato
glória burra no telejornal

cultura inversa
o cérebro se lhe atrofia
mas quem sabe um dia
caia na real
e meu país retalhado
pelo excremento globalizado
volte a ser original


***


NA.
Houve uma inversão cultural hoje no Brasil. Antes, a cultura ia da cidade à favela; hoje, o contrário.
Jovens classe média aderem aos costumes da favela como uma válvula de escape às suas frustrações.
O modismo desqualificado impera como se a cultura favelesca seja o catalisador entre realidades opostas. O Brasil está órfão de exemplos, ou seja, não temos uma cultura de massa, mas sim uma cultura massificada pela mídia que copia e propaga essa inversão de valores.




Postar um comentário

Companheiros de Estrada & Amigos